Mostrando postagens com marcador Beach House. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Beach House. Mostrar todas as postagens

terça-feira, 2 de abril de 2013

I'd like to

Levo a bandeja para a mesa do canto, a dos bancos almofadados como nos diners americanos. Engulo o pão de queijo em pedacinhos pequenos, intercalados com goles de cappuccino - me concentro no cardápio e me esforço, bem devagar. Do outro lado da estrada, em outra estação de serviço ele dispensa a bandeja e  senta na mesa do fundo, o café fumegante na chávena estalando a pele dos dedos. A camisa bege com pequenos desenhos, os primeiros botões abertos por onde escapam os pelos do peito. Seu ar cansado, suas olheiras -- minhas olheiras. Nosso ar cansado. São 23hs e a tv passa o Fantástico: sequestros, estupro e violência nas vans. Temos horas de estrada, para trás e para frente, kms. Souvenirs de Aparecida sorriem pela vitrine. Fecho os olhos e ele aparece, o rosto inteiro em todos os detalhes da barba mal feita, do bigode ralo. Em outra ponta da estrada, em outra cidade, voltando também. Mas não para mim.