Mostrando postagens com marcador António Franco Alexandre. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador António Franco Alexandre. Mostrar todas as postagens

quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015

Anda,

Anda, vou-te mostrar a terra
dos teus pais, avós, antepassados
tão antigos que os podes escolher.
Este aqui é noé, de barba por fazer;
meteu na arca puro e impuro, bem e mal,
inventou o vinho, homem melhor
da sua geração ( não é grande elogio ),
teve filhos, netos, é de crer que morreu.
Estoutro, não sei bem, era pirata na malásia.
Vês as colinas? São tuas, quando
as olhas a direito. Realmente tuas,
parte de um mundo teu.
Sim, isso são filosofias,
tens razão. ( E tem graça ao ter razão ).
Anda daí, vou mostrar-te o colete de forças
onde era costume, sabes, tratar casos assim.

António Franco Alexandre, Quatro Caprichos, Lisboa, Assírio & Alvim.

sexta-feira, 15 de março de 2013